Como aumentar as chances do meu site ser encontrado pelas buscas da internet?

De Wiki
Revisão de 12h01min de 22 de agosto de 2012 por Admin (discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Apesar de não existir uma fórmula pronta para melhorar a classificação de um website nos resultados das buscas, é possível aumentar as suas chances tomando alguns cuidados na hora de criar as páginas.

Confira a seguir as dicas que a CentralServer preparou para você:


Escolha bem o título da página

A maioria das ferramentas de busca dão muita importância ao comando TITLE, que fica dentro do HEAD no código HTML da página. Por isso, o ideal é criar títulos que, além de incluir o nome da empresa, resumam em poucas palavras o conteúdo específico de cada página.


Localização dos elementos no HTML

Ao executar uma busca, as ferramentas levam em conta se o termo procurado está no topo da página. Por isso, é importante simplificar ao máximo a estrutura de tabelas, de modo a evitar que termos importantes sejam jogados para baixo no código.


Não abuse no uso de imagens

As ferramentas de busca não leem imagens. Por isso, evite criar menus de navegação com arquivos GIF ou JPG no lugar de descrições em texto. Se isso for inevitável, uma alternativa é duplicar os links do menu no rodapé da página em formato HTML convencional. No caso de fotos, uma boa ideia é usar o atributo "alt" para descrever a imagem, como em IMG SRC="FOTOGRAFIA.JPG" ALT="NOME DO PRODUTO". Cuidado também com o uso de apresentações animadas (Flash).


O Google localiza sites em Flash?

A resposta, segundo o Centro de Ajuda a Webmaster do Google, é "SIM". No entanto, podem ocorrer alguns problemas na indexação.

O funcionamento dos motores de pesquisa é parecido com um browser de texto (ex.: Lynx). Se os arquivos SWF não forem compatíveis com um browser de texto, os spiders ou crawlers (robôs de pesquisa) poderão não indexá-lo. Ou seja, até é possível que um arquivo SWF seja indexado, mas para isso ele precisa ser bastante simples.

Caso preocupe-se com a indexação de um site feito todo em Flash, o melhor é considerar a possibilidade de produzí-lo em duas versões: uma em Flash e outra em texto. Ao criar duas versões de um mesmo site, lembre-se de informar aos motores de pesquisa, usando o arquivo robots.txt, qual a versão do site não deve ser indexada, porque a duplicação de conteúdos gera penalização.


Links com endereços simples

Algumas ferramentas têm dificuldades em interpretar endereços longos e com muitos caracteres de concatenação, como "&" e "?". Por isso, o ideal é manter os links das páginas na forma mais simples possível ou usar o recurso de URL Amigável.


Meta Keywords não garante mais bons resultados

Essa tag foi criada para abrigar, no código fonte do site, termos que descrevessem a página e por algum tempo funcionou bem. Mas muitos webmasters começaram a lotar a tag com descrições repetitivas e enganosas. O resultado disso é que as ferramentas atuais dão pouca relevância a esse comando ou simplesmente o ignoram.


Invista em conteúdo de qualidade

O conteúdo é um dos principais fatores que influenciam o posicionamento das páginas de um site nos mecanismos de busca, principalmente no caso do Google. Ainda que o seu site ofereça conteúdo em abundância, o mais importante é que ele seja relevante aos visitantes do site. Para tornar seu site mais atrativo, procure disponibilizar conteúdo de qualidade, que seja exclusivo ou apresentado de forma diferenciada.


Providencie para que outros sites tenham links apontando para o seu domínio

Para indexar o seu site, os robôs dos mecanismos de busca acessam constantemente endereços que já estão na sua base de dados e coletam novos textos e links para incluir nos seus resultados. Portanto, se houver um link para o seu domínio em um site já indexado nos mecanismos de busca, a inclusão do seu site nos resultados de busca será automática.

Após publicar o seu site na internet, você pode tentar fazer parcerias com amigos, clientes, fornecedores ou qualquer conhecido que tenha um site ou blog para ajudá-lo a divulgar o seu site. Existem diversas outras possibilidades, como sites de notícia do seu segmento ou páginas de portfólio online.


Yahoo! abre as portas para o Google

O Google afirma que seu robô costuma capturar sites listados no Yahoo! (www.yahoo.com.br) e no Open Directory Project (www.dmoz.org) seis semanas após a inclusão. Por isso, vale a pena o trabalho de submeter seu site para avaliação nesses diretórios.


Verifique se o seu site foi indexado pelo Google

Para descobrir se o seu site está ou não aparecendo nos resultados de busca do Google, você pode usar o comando "site:". Este comando permite visualizar as páginas do seu domínio que estão sendo localizadas pelo mecanismo de busca.

Por exemplo, digite no campo de pesquisa do Google site:www.meu_site.com.br, substituindo "meu_site.com.br" pelo domínio que você deseja consultar. Se aparecer pelo menos um resultado, o site já foi indexado e não há necessidade de cadastrá-lo manualmente. Porém, caso não apareça nenhum resultado, significa que seu site ainda não foi indexado. Para tentar acelerar o processo de reconhecimento do seu site pelo Google, você pode cadastrá-lo manualmente nos principais mecanismos de busca conhecidos:

  1. Google
  2. Bing
  3. Yahoo! Brasil
  4. Aonde


É bom lembrar que nesses casos a inclusão não é automática e nem garantida. Uma equipe de editores avalia a página e decide se ela será ou não incorporada ao diretório. Importante: cadastre cada site apenas uma vez, pois submeter sites repetidas vezes pode ser considerado como spam pelos mecanismos de busca.


Seja paciente

Quando um site é recente, pode demorar um tempo até que ele faça parte das páginas de resultado de busca. Concentre-se em produzir um bom conteúdo e procure seguir as dicas deste artigo que, em breve, como conseqüência de um bom trabalho, seu site será indexado.