O que fazer se o meu WordPress está lento?

De Wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Utilizado para criar, editar, gerenciar e publicar sites, o WordPress é um excelente Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS). Além dos módulos essenciais para seu funcionamento, é possível instalar novas funções, conhecidas como plugins.

Caso tenha notado que à medida que seu site é desenvolvido e novos plugins são adicionados, o carregamento vai ficando mais lento, siga nossas dicas para verificar o que pode estar acontecendo.


1. Existem diversos plugins para Wordpress, mas isso não quer dizer que precisa de todos eles. Escolha plugins úteis, desative os desnecessários e desinstale os inutilizados e verifique se isso diminui a lentidão. Um exemplo de plugin que gera problemas de performance com frequência é a barra de compartilhamento social, pois acessa servidores externos e precisa de muitos scripts e arquivos CSS para funcionar.


2. Adicione plugins conhecidos como profiler, para descobrir quais plugins consomem recursos no seu WordPress. Eles fazem análises de performance de páginas do site, tempo de carregamento de cada plugin, a quantidade de consultas feitas à base de dados, etc.


3. Caso realmente deseje utilizar URLs de outros sites, como o plugin do Facebook, por exemplo, coloque o código no rodapé da página (wp_footer do WordPress), pois é quando o WordPress encerra a conexão com o banco de dados.


4. Se houver possibilidade, utilize uma rede CDN que distribui cópias do conteúdo do seu site para servidores ao redor do mundo. Desta maneira, quando acessarem seu site, os usuários se conectarão ao servidor mais próximo, tornando o acesso mais rápido e aliviando a carga do servidor principal.


5. Utilize imagens em tamanho correto, ou seja, ajuste o tamanho das imagens em um editor de imagens de sua preferência - como Photoshop ou Gimp -, antes de postar. Se a foto for enviada em alta resolução para depois ter o tamanho redefinido, ocupará mais espaço na sua hospedagem e deixará o carregamento lento.


6. Otimize o banco de dados MySQL onde é guardado todo o conteúdo do WordPress, pois, com o passar do tempo, ele pode ficar mais lento, dependendo principalmente da fragmentação e indexação dos dados. Veja como otimizar o seu banco de dados aqui.


7. Faça upgrade de memória contratando blocos de memória de processamento dedicado de 128 MB para o seu plano PHP na CentralServer, através do Painel de Controle do seu domínio.

Post-wordpress-2-1.png


8. Escreva seu texto para o site em um bloco de notas e não em editores de texto como o Word, para evitar que sejam copiados códigos desnecessários para sua publicação e que podem acarretar em erros na postagem.


9. Instale um plugin de cache para apresentar ao usuário final um conteúdo html mais leve e liberar o processamento “pesado” do WordPress somente para o conteúdo dinâmico.


10. Se mesmo com estes ajustes, o seu site precisar de mais processamento e memória, por conta do grande volume de acessos, você pode precisar migrar para servidores dedicados. Para mais informações, clique aqui.